Os 12 maiores incêndios do Brasil: existe algo em comum?

(31) 3353-5421 | contato@vellamo.eng.br
Os 12 maiores incêndios do Brasil: existe algo em comum?

Imóveis comerciais e residenciais que não possuem Projeto contra Incêndio se tornam verdadeiras bombas-relógio 😱 colocando milhares de pessoas em risco! Conheça os maiores incêndios do país!

Quase 07 meses após a tragédia na Creche Gente Inocente, em Janaúba/MG, o Brasil acorda com o noticiário “bombando”: MAIS UM DESASTRE CAUSADO PELO FOGO entra na lista dos maiores incêndios do Brasil!

Dessa vez, o cenário do terror foi o centro de São Paulo, mais precisamente o Edifício Wilton Paes de Almeida, de 24 andares, que desabou durante fogaréu e atingiu dois imóveis vizinhos.

Claro que são dois dramas diferentes: o massacre no norte de Minas foi criminoso. O autor jogou álcool em mais de 50 pessoas e causou a morte de 14! Já neste novo episódio, há suspeita de acidente doméstico.

Tragédias anunciadas

Dessa vez, a estrutura do edifício também favoreceu a propagação veloz das chamas, o que a prefeitura chamou de tragédia anunciada: muito lixo, papel e madeira acumulados no fosso do elevador geraram combustão automática, e o prédio caiu em apenas 90 minutos!

Tanto a creche quanto o edifício não dispunham de métodos de extinção de incêndio, sistema de segurança e sequer o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) – laudo obrigatório que estava vencido.

Estrutura duvidosa

Localizado no coração da capital paulista, ele pertencia ao governo e abrigava cerca de 150 famílias. Cada andar era composto por um salão amplo e cerca de 10 moradias sem paredes de concreto – que ajudariam a conter a velocidade do fogo – mas sim divisórias de tapume e madeira que delimitavam as casas.

Em um laudo de março emitido após vistoria da Defesa Civil consta que não foram constatadas anomalias que implicassem riscos naquela edificação, embora a instalação elétrica estivesse em desacordo com as normas aplicáveis, assim como o sistema de combate a incêndios.

Por falar em eletricidade, conforme relatos, só era possível tomar banho gelado, e um morador do prédio instalava “gatos” ligando os apartamentos ao poste da avenida, negligenciando a importância de um projeto elétrico residencial.

Tampouco havia planejamento hidráulico suficiente para comportar tantas famílias. A água funcionava somente até o quinto andar. Os moradores dos pisos superiores precisavam recolher suas necessidades fisiológicas em baldes e descartar nos andares com esquema hidráulico ativo.

Os maiores incêndios da história do Brasil ⛑

Infelizmente, tragédias como essas nos deixam de “cabeça quente” e entram para a história! Mas antes de conhecer os maiores incêndios do Brasil, reflita: será que a sociedade evolui após cada incidente?

Muitas décadas depois, é possível observar avanços significativos, alterações na legislação, maior conscientização e mudanças como: a adoção de materiais de construção mais seguros, exigência de saída de emergência no caso de incêndio e novos equipamentos para os Bombeiros.

Relembre outros desastres com muitas vítimas, que ficaram cravados na memória brasileira:

  1. 🔥🔥🔥GRAN CIRCUS – 1961 – Niterói/RJ

VÍTIMAS: 503 MORTOS (70% CRIANÇAS).

Um ex-funcionário não aceitou a demissão e, para se vingar do dono do circo, ateou fogo na lona feita de material altamente inflamável que caiu em chamas sob as pessoas, dificultando a fuga.

2. 🔥🔥EDIFÍCIO ANDRAUS – 1972 – São Paulo/SP

VÍTIMAS: 16 MORTOS E 330 FERIDOS.

Prédio comercial de 32 andares que pegou fogo e tremeu com várias explosões. Até hoje a causa é desconhecida. Muitos sobreviventes subiram e foram resgatados pelo helicóptero na cobertura.  

3. 🔥🔥🔥EDIFÍCIO JOELMA – 1974 – São Paulo/SP

VÍTIMAS: 180 MORTES.

Outro incêndio em SP iniciado com um curto circuito no ar condicionado. O fogo alastrou rapidamente, inclusive nas escadas, impossibilitando a saída de muita gente! Com o forte calor, muitas pessoas saltaram das janelas, o que levou os paramédicos a escreverem uma mensagem pedindo calma (foto).

4. 🔥🔥LOJAS RENNER – 1976 – Porto Alegre/RS

VÍTIMAS: 41 MORTOS E 65 FERIDOS.

É provável que uma guimba de cigarro tenha iniciado esse incêndio no RS. Tudo começou no terceiro andar da loja de departamento. Rapidamente, o fogo atingiu os 9 andares, inclusive o depósito de tintas e solventes, o que gerou as explosões. Não foi possível efetuar o resgate via helicóptero no terraço, e pelo menos duas vítimas saltaram do prédio em desespero.

5. 🔥🔥EDIFÍCIO GRANDE AVENIDA – 1981 – São Paulo/SP

VÍTIMAS: 17 MORTOS E 59 FERIDOS.

O fogo iniciou na sobreloja e destruiu 14 dos 19 andares configurando outro grande incêndio em SP! O sábado de carnaval evitou que mais gente estivesse no prédio. A ocasião demandou novas leis de segurança e Projeto de Prevenção de incêndios, sobretudo na região da Avenida Paulista, localidade do edifício.

6. 🔥🔥🔥FAVELA DE CUBATÃO – 1984 – Cubatão/SP

VÍTIMAS: 93 MORTOS.

Vários litros de gasolina vazaram de uma Refinaria diretamente no mangue ao lado da Vila São José (conhecida como Vila Socó). Pouco tempo depois, uma ignição provocou o incêndio de grandes proporções que destruiu 500 barracos e muitas vidas.

7. 🔥🔥EDIFÍCIO ANDORINHA – 1986 – Rio de Janeiro/RJ

VÍTIMAS: 21 MORTOS e + de 50 FERIDOS.

Esse incêndio no RJ foi causado pela sobrecarga de aparelhos elétricos na sede da General Eletric (GE). Infelizmente, o Corpo de Bombeiros mostrou despreparo na época: a escada de fuga subiu apenas até o décimo andar, faltou água e não havia pressão suficiente nos hidrantes.

8. 🔥🔥CRECHE – 2000 – Uruguaiana/RS

VÍTIMAS: 12 MORTOS (crianças de 2 a 4 anos).

Um problema na instalação do aquecedor foi a origem desse incêndio no RS, que tomou a creche Casinha da Emília. O desastre ocorreu justamente dentro do prazo estabelecido na notificação do Corpo de Bombeiros para a proprietária realizar adequações de segurança. Infelizmente, não foi a tempo!

9. 🔥🔥CANECÃO MINEIRO – 2001 – Belo Horizonte/MG

VÍTIMAS: 7 MORTOS e + de 300 FERIDOS.

Incêndio da classe D ou pirofosfórico, iniciado pela queima de fogos durante apresentação na casa de shows. Como não tinha alvará de funcionamento, o proprietário, o produtor do evento e dois músicos foram condenados.

10. 🔥🔥 TRIO ELÉTRICO – 2011 – Bandeira do Sul/MG

VÍTIMAS: 16 MORTOS E 55 FERIDOS.

Pré-carnaval com desfile de trio elétrico em cidade pequena: esse é o contexto desse incêndio em MG. Em cima do trio, rapaz atira serpentina metálica nos foliões. Ao arremessar pela segunda vez, material atinge a rede elétrica e causa explosão e fogo.

11. 🔥🔥🔥BOATE KISS – 2013 – Santa Maria/RS

VÍTIMAS: 242 MORTOS e +de 600 FERIDOS.

Outro enorme incêndio no RS compondo também a classe D – show pirotécnico em local fechado – que causou a morte por asfixia de centenas de jovens. Havia apenas uma saída e a casa estava sem alvará de funcionamento.

12. 🔥🔥 CRECHE GENTE INOCENTE – 2017 – Janaúba/MG

VÍTIMAS: 14 MORTOS (10 crianças) E 55 FERIDOS.

O mais recente incêndio em MG ocorreu durante a comemoração antecipada do Dia das Crianças: o vigia do local reúne a meninada ao seu redor e diz: “Vou dar picolé para vocês”! Em seguida, joga álcool e ateia fogo, inclusive em si mesmo. Matou várias crianças, duas professoras e uma auxiliar.

Confira o resumo aqui: breve documentário

Para não fazer parte desta listagem dramática, aumente a segurança da sua família e empresa com Projetos Elétricos e de Prevenção e Combate a Incêndios (residencial e comercial). 😉